Blockchain vai Mudar o Futuro da Economia Mundial

Antes de falarmos acerca do conceito de blockchain e sua função, o Portal do Bitcoin preparou um conteúdo que o fará entender melhor sobre esse recurso tecnológico revolucionário fazendo uma pequena analogia com as três revoluções industriais.

Certamente você conhece ou pelo menos já ouviu falar sobre as revoluções industriais ao longo da história. Podemos definir cada momento desses acontecimentos como um divisor de águas, pois quando isso acontece, mesmo que gradativamente, quase todos os prospectos da vida cotidiana são, de alguma forma, influenciados. O termo “revolução” é um processo histórico de ruptura com o passado, ou seja, inovação. Outro significado também muito usado nos dias atuais no meio tecnológico é Tecnologia Disruptiva.

A Primeira Revolução Industrial acontece no século XVIII, mais precisamente na Inglaterra, onde os trabalhos manufaturados ficaram obsoletos com a chegada de modernas máquinas, principalmente as adquiridas pelas indústrias têxteis. A diferença na demanda passara a ser desigual e extremamente revolucionária. A Economia daquela época era baseada na troca simples de comida, roupas e produtos de necessidades básicas. Carvão, vapor e minério de ferro foram os responsáveis pelo crescimento industrial. Podemos comparar a primeira revolução industrial com a criação da internet, nos anos 60 (EUA), pela Rede de Agências para Projetos de Pesquisas Avançadas, (ARPANET), um projeto exclusivo para uso militar que usava a tecnologia Network Control Protocol (NCP). Sua estrutura feita com fiação aterrada tinha limites, era organizada e quase indestrutível.

A Segunda Revolução Industrial deu início na segunda metade do século XIX, onde as indústrias químicas, elétricas, de petróleo e de aço trouxeram progresso no desenvolvimento do avião, bens de consumo em produção em massa, enlatados e técnicas de preservação. O telefone eletromagnético surge nesse período e é possível comparar o momento com a evolução da ARPANET que após 10 anos de sua criação evoluiu para o que já conhecemos hoje como TCP/IP (Transmission Control Protocol/Internet Protocol).

A Terceira Revolução Industrial é baseada em cinco pilares: energia renovável; uso imobiliários para construção de microgeradores de energia local; emprego do hidrogênio no armazenamento de energia interna; internet e energia compartilhadas; transporte e logística como rede interativa, inteligente e elétrica. Aqui já podemos comparar com a internet em meados dos anos 90 com a criação do World Wide Web (WWW), redes ponto a ponto (peer-to-peer), e-mail e a remodelação das mídias.

Fazendo essa analogia dos três períodos em que houve revolução industrial com os três períodos da tecnologia da informação e comunicação, podemos chegar exatamente no assunto “Quarta Revolução Industrial”, ou “Quarta onda”. Cientistas e pesquisadores já tratam como a Indústria 4.0, que promete revolucionar a especialidade de profissionais, empresas e internet das coisas (IOT). O escritor Alvin Toffler descreveu a tecnologia da informação nos anos 80 em seu livro “The Third Wave” (A Terceira Onda). Toffler, conhecido por suas publicações pós-futurísticas, fez um ensaio nessa obra sobre como seria a sociedade pós-moderna no século XXI.

“O ‘tempo’ é uma mercadoria crítica e as corporações não podem tomar decisões com rapidez suficiente para acompanhar o fluxo de informação que requerem resolução. As novas tecnologias da informação têm aumentado o volume, quanto acelerado o fluxo de atividade em cada nível da sociedade”.

Blockchain: Indiscutivelmente Engenhosa

Para entendermos com clareza a tecnologia Blockchain, primeiramente precisamos entender o que é Bitcoin: Moeda digital descentralizada e com sistema econômico peer-to-peer, ou seja, ele vai de uma carteira para outra sem intermediários e sem uma entidade administradora. A moeda, também chamada de criptomoeda é gravada num banco de dados (blockchain). Apesar do Bitcoin não ter um formato físico ele é considerado um ativo (ou criptoativo). Já é realidade pagamentos, recebimentos e doações em todo o mundo por meio desse sistema econômico virtual. Essa tecnologia provavelmente trará o maior impacto já visto na economia mundial e com certeza vai remodelar o mundo dos negócios.

Blockchain é uma espécie de livro de registros que contabiliza cada uma das transações geradas em todo o mundo. É esse “livro-caixa” público e universal que só é alterado com o consenso de todos os envolvidos na transação – que é segura, barata e à prova de hackers. Essa base de dados possui dois tipos de registros, as transações e os blocos. No bloco são registradas transações mais recentes e assim que concluídas são armazenadas para sempre. Um novo bloco é gerado na sequência e assim continuadamente.

A tecnologia é tão segura que a primeira blockchain que surgiu há nove anos, a do bitcoin, detém uma recompensa para quem conseguir encontrar alguma falha no sistema ou até mesmo desconstruí-lo. Além da rapidez e segurança nas transações, a economia é um dos fatores principais para o futuro. De acordo com pesquisas relacionadas, a partir de 2022 a tecnologia blockchain pode salvar o setor bancário de US$ 15 bilhões a US$ 20 bilhões anualmente, reduzindo o custo dos pagamentos de taxas e negociações de valores mobiliários.

Klaus Schwab, fundador e presidente executivo do Fórum Econômico Mundial e autor do livro “A Quarta Revolução Industrial”, descreve de forma convincente o momento econômico atual que vivemos:

“A Quarta Revolução Industrial é diferente de tudo que a humanidade já experimentou. Novas tecnologias estão fundindo mundos físicos, digital e biológico de forma a criar grandes promessas. A velocidade, a amplitude e a profundidade desta revolução estão nos forçando a repensar como países de desenvolvem, como as organizações criam valor e o que significa ser humano. Se aceitarmos a responsabilidade coletiva para a criação de um futuro em que a inovação e a tecnologia servem às pessoas, elevaremos a humanidade a novos níveis de consciência moral”.

 

Por Portal do bitcoin

Fonte: https://portaldobitcoin.com/blockchain-vai-mudar-o-futuro-da-economia-mundial/

 

Comentários

Comentários