Como escrever sem juridiquês em tempos de Coronavírus?

Uma verdadeira avalanche de dúvidas jurídicas surgiu ao passo do Covid-19. Saiba como compartilhar informação que as pessoas irão, de fato, entender.

Bom dia, galera! Aqui é Natália, da Comunidade Jusbrasil.

Imagino que alguns já estejam cansados de ouvir dicas de publicação e de produção de conteúdo jurídico minhas e da Juliana, mas a situação pede. O objetivo hoje é dar dicas básicas de como estruturar um conteúdo informativo, que sane dúvidas jurídicas. De preferência, aproveite o momento para falar sobre os impactos do coronavírus nas relações jurídicas.

Título da publicação

Sempre pense no público ao escrever todo o conteúdo, inclusive o título. Preste atenção a como as pessoas procuram por aquela informação, em com irão pesquisar na internet. O formato de pergunta em primeira pessoa é excelente nesse quesito. Exemplos:

Posso pagar menos na faculdade por causa do coronavírus?

Como funcionam os direitos trabalhistas em home office?

Se quiser acompanhar alguns lugares para buscar inspiração de título e tema, dá uma olhada:

Separando subtópicos em “cabeçalhos”

Com frequência a dúvida do título pode ser quebrada em subtópicos, e é aí que você deve utilizar os cabeçalhos, ou headers, que o editor do Jus possui. É a opção que tem dois Ts, um do lado do outro:

Não se engane: não se trata apenas de visual, a utilização desses cabeçalhos tem impacto no rankeamento do Google.

Veja uma exemplo de como dividir em subtópicos:

É muito comum também que autores coloquem um sumário ao início com os subtópicos, principalmente quando o texto é grande e acaba respondendo mais de uma pergunta.

Tamanho de parágrafos

Preste muita atenção nesses pontos básicos:

  1. Evite parágrafos longos (no máximo 4, 5 ou 6 linhas)
  2. Seja objetivo
  3. Não copie e cole jurisprudências

Lembre-se que o leigo muito provavelmente não vai compreender o que tem escrito nessas citações. Tente expor suas ideias como se estivesse conversando com uma pessoa comum, e se quiser adicione um toque pessoal, como muitos autores fazem por aqui.

Você pode colocar todas as referências e indicações de leitura ao final do texto.

Estrutura do texto

Deixe o texto escaneável. Isso significa que será possível descer a página rapidamente e identificar “pedaços” de informação organizada. Isso pode ser feito utilizando, sempre que couber:

  • Subtópicos em cabeçalho
  • Listas em pontos
  • Listas em números
  • Negritos (obs: evite frisar um parágrafo inteiro!)

Além disso, uma dica super importante para a estrutura é: se for inevitável utilizar o juridiquês, crie um glossário. Algumas palavras técnicas da área jurídica podem não ser substituídas facilmente. Separá-las e definí-las de forma organizada e simples, facilita a leitura e entendimento do seu texto para o leitor.

Se seu artigo for grande essa organização ajudará a deixá-lo mais leve e “digerível”, será mais fácil para que as pessoas encontrem as informações que precisam.

FONTE: https://juscomunidade.jusbrasil.com.br/artigos/825269964/como-escrever-sem-juridiques-em-tempos-de-coronavirus

Comentários

Comentários