Correspondência jurídica: mais experiência para o estudante de Direito

Um estudante de Direito pode começar a praticar as atividades no meio jurídico desde o início do curso, atuando na correspondência jurídica. É uma das poucas oportunidades de começar a colocar em prática algumas teorias aprendidas no ambiente acadêmico, bem como ter contato com documentos oficiais.

correspondência jurídica vem se apresentando como a melhor alternativa para estudantes de Direito e jovens advogados, que estão iniciando na carreira, pela possibilidade de conseguir experiência profissional e obter uma renda que pode lhe dar uma tranquilidade no final de seus estudos.

Além disso, o estudante de Direito pode conseguir autorização da OAB para fazer estágios e, com essa autorização, atuar de forma profissional no meio jurídico.

A correspondência jurídica vem suprir uma área que está em crise no mercado: o segmento jurídico não está conseguindo absorver a oferta de novos profissionais que chegam ao mercado todos os anos.

Essa situação faz com que o começo da carreira seja difícil para os estudantes de Direito que, por falta de uma oportunidade na carreira escolhida, acaba optando por outros caminhos, como os concursos públicos.

Assim, a correspondência jurídica se torna uma excelente oportunidade para conseguir a experiência necessária, garantindo ao estudante de Direito ingresso mais qualificado no mercado de trabalho, seguindo a carreira que escolheu.

Vantagens da correspondência jurídica

Como já dissemos, a principal vantagem oferecida pela correspondência jurídica é criar experiência profissional para o estudante de Direito, o que fará com que tenha mais facilidade ao procurar uma vaga no mercado de trabalho.

Com as atividades exercidas na correspondência jurídica, o estudante conhecerá na prática como funcionam os tribunais, conhecerá novas pessoas do seu próprio meio, ampliando o networking, além de começar a aplicar a teoria aprendida na faculdade.

Para trabalhar com correspondência jurídica não é necessário participar de processos seletivos, como em estágios. O estudante pode se cadastrar em sites como o Jurídico Certo que oferecem os serviços de correspondência jurídica e apresentar o seu perfil, disponibilizando-se para as atividades permitidas no meio.

Começando a trabalhar, pode aumentar sua habilidade na execução dos serviços essenciais exigidos do advogado, acrescentando essas atividades ao seu currículo e, dessa maneira, tendo a experiência exigida quando se formar e procurar uma vaga no mercado, seja em escritórios de advocacia ou em empresas, onde poderá atuar no departamento jurídico.

Outra vantagem para o estudante de Direito atuando na correspondência jurídica é a ampliação do seu networking, possibilitando que ele, mesmo ainda na faculdade, já tenha bons contatos profissionais.

Essa é também uma das razões pelas quais os grandes escritórios de advocacia estão cada vez mais buscando os serviços de correspondência jurídica. É uma ótima forma de descobrir novos talentos no meio jurídico.

Atividades principais da correspondência jurídica

O estudante de Direito não pode ainda exercer as atividades de um advogado, mas pode começar o seu trabalho na correspondência jurídica com diversas tarefas de suma importância para os escritórios contratantes.

Entre essas tarefas, podemos destacar a solicitação de cópias, os protocolos, a distribuição de processos, obtenção de certidões e acompanhamento do andamento de processos nos tribunais.

Se você é um estudante de Direito e pretende seguir com sua carreira, sem precisar apelar para os concursos públicos, cadastre-se na correspondência jurídica. Você irá acumular sua experiência e expandir sua rede de contatos, ganhando dinheiro por isso e mantendo-se em direção aos seus objetivos.

 

 

Por  

Fonte: https://blog.juridicocerto.com/2018/03/correspondencia-juridica-mais-experiencia-para-o-estudante-de-direito.html?utm_content=68564051&utm_medium=social&utm_source=linkedin

Comentários

Comentários