Em dois anos, número de startups jurídicas cresce 300% no Brasil.

Lawtechs propõem “arrumar a bagunça” do setor e fornecem produtos e serviços que atendem as demandas de advogados, utilizando a tecnologia.

Startups jurídicas, conhecida como lawtechs, ganham cada vez mais espaço no mercado brasileiro. Segundo a Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs (AB2L), o número de empresas do segmento cresceu cerca de 300% no desde 2017 e já conta com quase 150 startups do setor.

Com a proposta de “arrumar a bagunça” da área jurídica – cerca de 80 milhões de processos estão em tramitação no Brasil, segundo o relatório Justiça em Números, do Conselho Nacional de Justiça – as lawtechs fornecem produtos e serviços que atendem as demandas de advogados e escritórios. “São softwares, aplicativos e plataformas que auxiliam a rotina de trabalho desses profissionais que agora podem gerir seus escritórios e processos e tornar o trabalho mais prático e produtivo” explica Renan Oliveira, cofundador do Previdenciarista – plataforma de conteúdo que auxilia a atualização do advogado previdenciário.

Matéria completa: //inforchannel.com.br/em-dois-anos-numero-de-startups-juridicas-cresce-300-no-brasil/

FONTE: INFORCHANNEL.

 

Comentários

Comentários