Empresa de blockchain Blockstream lança versão beta de API de satélite para transmissão de dados

A Blockstream está lançando a versão beta da API de satélite da Blockstream (Blockstream Satellite API), projetada para ajudar os desenvolvedores a transmitirem dados através da rede de satélites da empresa. O lançamento foi revelado em anúncio oficial publicado em 16 de janeiro, divulgado pela agência de notícias Cointelegraph.

O movimento segue a expansão do serviço de satélite da empresa em dezembro, quando começou a transmitir a blockchain do Bitcoin (BTC) em escala global. A iniciativa espacial Bitcoin da Blockstream tem como objetivo liberar a rede da criptomoeda de depender da conexão à Internet baseada em terra e, assim, aumentar sua robustez.

O produto “agnóstico de dados” mais recente da Blockstream permite usar seus satélites para mensagens criptografadas, com usuários pagando pelo serviço através da rede de testes Lightning, o que significa que a transmissão é gratuita no momento. Os desenvolvedores podem enviar mensagens por meio de uma API RESTful (interface de programação de aplicativos), enquanto os usuários poderão enviar mensagens pelo site da Blockstream.

A equipe por trás da API de satélite da Blockstream limitou o tamanho máximo das mensagens, de modo que cada uma pode ser transmitida em dez segundos. O anúncio observa ainda que os desenvolvedores devem usar sua própria criptografia, fragmentação e remontagem de mensagens grandes nos casos em que eles precisarem transmitir dados maiores.

Como o produto tem como alvo a privacidade, somente um usuário específico ou um grupo de usuários pode decodificar os dados recebidos, que são enviados da Internet através de um meio de transmissão. Quando trata-se de “pagar” pelo serviço, a Lightning Network permite um nível adicional de privacidade, desconectando a fonte de pagamento do destino.

A Blockstream revelou pela primeira vez seus planos para desenvolver sua rede de satélites em agosto de 2017, alegando que queria “conectar todos no planeta”.

Comentários

Comentários