Gastos dos bancos com blockchain aumentaram 67%, revela pesquisa

A indústria global de serviços financeiros gastou US$1,7 bilhão em desenvolvimento de blockchain em 2017, com as instituições financeiras aumentando seus orçamentos individuais para a tecnologia em 67% no mesmo ano.

Segundo a pesquisa publicada pela empresa de inteligência de mercado Greenwich Associates na última terça-feira, 12 de junho, em meio ao aumento geral, 10% das instituições bancárias pesquisadas informaram que seus orçamentos para áreas como pesquisa de blockchain e desenvolvimento de produtos cresceram para US$10 milhões ou mais em 2017.

Além disso, o relatório afirma que 14% afirmaram já ter implantado uma solução utilizando a tecnologia da cadeia de blocos. Enquanto isso, a Greenwich Associates descobriu que a mudança da prova de conceitos para a produção em si é esperada nos próximos dois anos em mais de 75% dos projetos.

No entanto, Richard Johnson, autor do relatório e vice-presidente da empresa de pesquisa, disse que mais de 50% dos executivos entrevistados disseram que a implementação da tecnologia “foi mais difícil do que esperavam”.

O estudo, que no início deste ano entrevistou cerca de 200 instituições globais que participaram do desenvolvimento da blockchain, disse que o número de funcionários dedicados à blockchain também dobrou durante o mesmo período. Citando os resultados de suas entrevistas, a empresa disse que, em geral, um banco de primeira linha agora tem cerca de 18 funcionários em tempo integral com foco no desenvolvimento de blockchain.

O relatório sinaliza os crescentes investimentos feitos pelas instituições financeiras na tecnologia blockchain nos últimos dois anos. Em uma pesquisa publicada no início de 2016, a empresa estimou que o gasto total das empresas financeiras e de tecnologia blockchain em 2016 poderia chegar a US$1 bilhão.

Comentários

Comentários