Icomp lança edital de especialização gratuita em Internet das Coisas. Inscrições de 30 de julho a 08 de agosto

Em parceria com a Fundação Muraki, a Ufam, por meio do Instituto de Computação (Icomp), oferece o curso de Especialização em Internet das Coisas. Totalmente gratuito, o curso é voltado a capacitar profissionais no desenvolvimento de soluções para a internet. Inscrições abertas de 30 de julho a 8 de agosto, na página da pós-graduação. 

Em uma definição simples, a Internet das Coisas (Internet of Things – IoT) busca inserir todos os objetos utilizados no dia a dia à rede mundial de computadores, dando-lhes novas formas de uso. Com essa proposta, o curso do Icomp oferta 25 vagas para graduados nas diversas áreas da computação e engenharias.

Para participar, os interessados, além de preencher o requerimento de inscrição disponível na página do curso, devem enviar, via upload e em formado PDF, os documentos exigidos, entre eles o diploma de graduação, o currículo vitae e o projeto de pesquisa.

A seleção se dará em duas etapas. A primeira consiste na análise do projeto de pesquisa, de caráter eliminatório e classificatório, com peso 2. O candidato com nota menor que 7,0 será eliminado. Já a avaliação do currículo vitae será realizada na segunda etapa, de caráter apenas classificatório, com peso 1.

A divulgação da classificação final, já consideradas as interposições de recursos, será feita no dia 3 de setembro, na Secretaria do Instituto de Computação e no endereço eletrônico da especialização. Acesse o edital.

Curso

Ministrado em formato modular, o curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Internet das Coisas tem carga horária de 360 horas/aula e terá aulas no turno noturno, com alguns módulos realizados aos sábados. ‘Fundamentos de Redes de Comunicação’, ‘Protocolos de Redes para IoT’ e ‘Arquiteturas e desenvolvimento para Aplicações Móveis’ são algumas das disciplinas a serem trabalhadas. Confira a programação completa do curso aqui.

Programas Prioritários

Criada pela Ufam, a pós-graduação em Internet das Coisas irá atender a demanda emergente das empresas do Polo Industrial de Manaus, sendo uma das ações do Programa Prioritário de Formação de Recursos Humanos (PPRH), do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), por meio da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) e do Comitê das Atividades de Pesquisa e Desenvolvimento na Amazônia (Capda), gerenciado pela Fundação Muraki. “O Icomp foi escolhido pela sua excelência em ensino e pesquisa em computação no Amazonas, pelo nosso corpo docente e pela experiência no PPGI [Programa de Pós-graduação em Informática]”, explicou a diretora do instituto, professora Tanara Lauschner. “É importante ressaltar o papel da Suframa em garantir o edital aberto para toda a comunidade. As empresas financiam, através da lei de informática, mas qualquer pessoa pode concorrer”, acrescentou.

O Programa recebe recursos da Lei de Informática e promove iniciativas em ciência, tecnologia e inovação, estratégicas para o desenvolvimento regional. O Capda selecionou três programas prioritários – Economia Digital, Formação de Recursos Humanos e Bioeconomia – para receberem investimentos e realizarem as atividades. O Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INDT) coordena as ações do Programa Prioritário de Economia Digital, enquanto a Fundação Muraki responde por aquelas do Programa Prioritário de Formação de Recursos Humanos. O Programa Prioritário em Bioeconomia está em processo de seleção da instituição coordenadora.

Por ser a entidade gestora do PPRH, a Fundação Muraki é responsável por financiar a especialização, por meio da captação de recursos junto às corporações fabricantes de bens de informática do PIM, o que possibilita a gratuidade do curso. “A Muraki fornece todos os recursos necessários para o curso e a Ufam executa as ações”, resumiu o coordenador do curso, professor Eduardo Souto, sobre os compromissos assumidos na parceria.

As iniciativas na formação de recursos humanos contemplam principalmente as áreas de computação e tecnologias da informação; as engenharias, bioeconomia; pesca e aquicultura; produção agropecuária e agroflorestal sustentável; fármacos e cosméticos; energias renováveis; ciência e tecnologia dos alimentos e empreendedorismo.

O curso de pós-graduação lato sensu do Icomp e o curso de Gestão Industrial, ministrado pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL-AM) são as duas primeiras ações já realizadas pelo programa. Em breve, o Icomp ofertará mais dois cursos: a Especialização em Ciência dos Dados e a Especialização em Desenvolvimento, Operação e Segurança de Sistemas Computacionais.

 

 

 

Por Sandra Siqueira e Carlos William

Fonte: https://ufam.edu.br/noticias-bloco-esquerdo/8540-icomp-lanca-edital-de-especializacao-gratuita-em-internet-das-coisas-inscricoes-de-30-de-julho-a-08-de-agosto

Comentários

Comentários