Os 53% de aumento de associados no radar da AB2L, o futuro do trabalho e a Inteligência Artificial, OKRs e outros temas interessantes.

Outro dia, em um dos nossos comitês, estávamos discutindo uma certa frustração de alguns associados da AB2L quanto a que um dos temas que mais chamam a atenção da comunidade jurídica quando se fala de tecnologia, que é a discussão de se – em um futuro incerto – vai ocorrer ou não a substituição da função dos advogados por robôs. Na visão de vários de nossos associados (e na minha também) existem pautas muito mais materiais, relevantes e com potencial de geração de oportunidades a curto e médio prazo que todos podíamos estar focando do que estar discutindo um futuro que ainda não sabemos ao certo quando será, como se dará, qual o impacto, entre outras coisas.

O que verificamos é que existe uma transformação – potencializada pela tecnologia – em curso em todos os setores da economia e em todas as carreiras (não só na advocacia) e que isto vai gerar enorme potencial de negócios para as pessoas que estiverem atentas e dispostas a embarcar nessa transformação. Ainda sobre este tema, acabei de ver um vídeo muito interessante do economista Ricardo Amorim durante o TEDx Dante Alighieri School aonde ele trata de explicar as transformações da sociedade e do potencial a ser gerado, em um dado momento ele menciona: “para cada criança que esta entrando no ensino fundamental, 2 de cada 3 crianças vão trabalhar com algo que ainda não foi inventado, que ainda não existe”. Veja outro exemplo de potencial transformação, os malabarismos que este robô consegue fazer – seria o fim dos ginastas como conhecemos hoje? Ou este robô poderia trabalhar em áreas perigosas, ajudando a salvar vidas? Quem sabe?

O que realmente podemos liderar no âmbito da tecnologia jurídica, é utilizar as tecnologias que estão disponíveis para gerar mais e melhores negócios, além de descobrir outras oportunidades que muitas vezes não são visíveis ou existentes neste momento.

A discussão pura e simples de tentar entender se seremos trocados por robôs não deve ser uma discussão por setor e sim uma discussão geral e simultânea da sociedade como um todo pois toda a humanidade está dentro desta transformação. Deixo também como referência um dos vídeos do documentário chamado “História do Futuro: o futuro do emprego e a tecnologia” liderado pela jornalista Míriam Leitão que traz mais pontos de vista a esta discussão.

No que tange a Inteligência Artificial para a área jurídica, vemos iniciativas e discussões estruturadas acontecendo como por exemplo o “Primeiro Congresso Internacional de Direito e Tecnologia que vai reunir em só lugar especialistas, pesquisadores e professores, com o objetivo de investigar e debater o uso de blockchain e inteligência artificial no Direito, cujas aplicações tem um enorme impacto e o potencial de transformar a área jurídica”, congresso esse muito bem organizado pelo Ricardo Fernandes – um dos associados da AB2L- e que já tem mais de 600 pessoas confirmadas.

Voltando ao nosso dia a dia, quando nos inserimos nos temas de tecnologia e inovação, aprendemos que temos que saber conviver com essa ansiedade em tentar prever o futuro sem acabar nos distraindo com isso e entendemos que uma das coisas mais importantes para liderar e realmente fazer esse futuro acontecer é preparar e executar um planejamento com metas de curto prazo e ir ajustando e renovando de acordo com as mudanças que vão ocorrendo. Neste sentido, uma das metodologias mais utilizadas no mercado de tecnologia são os OKRs que são basicamente um sistema de planejamento e definição de metas usados pelo Google, Spotify, Twitter, LinkedIn, Airbnb e outras empresas.

É uma abordagem simples para criar alinhamento e engajamento em torno de metas mensuráveis, sendo que essas metas (ou OKRs) são frequentemente definidos, medidos e reavaliados – geralmente trimestralmente, conforme detalhado neste excelente artigo.

Baseado nesta visão de execução, feedbacks e ajustes ágeis (sem perder a visão do futuro que queremos) aqui na AB2L nós planejamos e executamos em ciclos de OKRs com frequência de 3 em 3 meses e vamos ajustando o curso da associação de acordo com as transformações, resultados e novas informações que vem chegando.

Nestes últimos 3 meses nos dedicamos a estruturar melhor nosso site (ab2l.org.br) para trazer informações mais relevantes aos nossos associados e ao público em geral, assim como criar e estruturar os comitês com assuntos relevantes, criar e estruturar a função do Community Manager (brilhantemente executada pelo Daniel Marques) além de trazer mais associados que representem a realidade do mercado e que vão nos ajudar a executar a próxima fase.

Para os próximos 3 meses, pretendemos focar em uma v2 mais interativa do site e vamos dar um reforço em outras mídias sociais que vão melhorar ainda mais a relação da associação com os vários públicos, também queremos continuar a estruturar uma forte relação com as universidades no sentido que possamos difundir ainda mais a visão da transformação e potencial através da tecnologia, além de conseguir cada vez mais que nossos associados apresentem suas ideias e produtos/serviços em eventos jurídicos, de tecnologia e inovação, assim como aconteceu no último São Paulo Tech Week.

Acreditamos que um nítido exemplo do crescimento e amadurecimento da nossa associação e do mercado de Lawtechs\Legaltechs no Brasil está plotado na versão 2 do radar de empresas associadas que estamos lançando hoje.

Nesta v2 temos 78 empresas, um crescimento de 53% em menos de 2 meses de lançamento do radar (a v1 tinha 51) e além disso criamos o segmento “IA – Setor Público” que organiza as empresas com soluções de Inteligência Artificial para tribunais e poder público.

Os números de crescimento do radar, aliados ao grande crescimento de participantes dos nossos comitês, a quantidade de eventos com a temática de Lawtechs\Legaltechs que participamos, o lançamento e amadurecimento de tecnologias de mercado, os diversos artigos gerados na mídia, além de diversas conversas, feedbacks e reuniões com nossos associados, nos ajudam a reafirmar que estamos alinhados e rumo ao futuro de oportunidades exponenciais tal qual tínhamos em mente quando a associação foi concebida.

“…estamos alinhados e rumo ao futuro de oportunidades exponenciais tal qual tínhamos em mente quando a associação foi concebida.”

Leonardo Toco é Diretor de Operações da AB2L

Fonte https://www.linkedin.com/pulse/os-53-de-aumento-associados-radar-da-ab2l-o-futuro-do-leonardo-toco/?lipi=urn%3Ali%3Apage%3Ad_flagship3_profile_view_base%3Bxl9rqWcLSl%2BoQO7Y9ddoOg%3D%3D

Comentários

Comentários