Precisamos falar sobre governança de TI e compliance digital

O avanço da tecnologia permitiu às organizações vasto acesso aos mais variados tipos de informações. Tecnologias como cloud computing, big data/analytics, inteligência artificial, machine learning fez com que o fluxo de informações e de dados tem ganhado especial relevo no mundo atual. Por conta disso, a estruturação dessas informações tende a criar um valor significativo às organizações, impulsionando os modelos de negócios e viabilizando ganhos de competitividade e de produtividade em todos os setores da economia. Entretanto, a utilização dessas informações deve passar por um processo de governança corporativa, pois deve garantir a transparência, a finalidade e a segurança dos dados e também do seu fluxo, conjugando a máxima efetividade dos dados e o uso adequado às melhores práticas, leis e regulamentações.

“SEGUNDO O CONCEITO ESTABELECIDO PELO IBGC, GOVERNANÇA CORPORATIVA É: ‘O SISTEMA PELO QUAL AS EMPRESAS E DEMAIS ORGANIZAÇÕES SÃO DIRIGIDAS, MONITORADAS E INCENTIVADAS, ENVOLVENDO OS RELACIONAMENTOS ENTRE SÓCIOS, CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO, DIRETORIA, ÓRGÃOS DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE E DEMAIS PARTES INTERESSADAS. AS BOAS PRÁTICAS DE GOVERNANÇA CORPORATIVA CONVERTEM PRINCÍPIOS BÁSICOS EM RECOMENDAÇÕES OBJETIVAS, ALINHANDO INTERESSES COM A FINALIDADE DE PRESERVAR E OTIMIZAR O VALOR ECONÔMICO DE LONGO PRAZO DAORGANIZAÇÃO, FACILITANDO SEU ACESSO A RECURSOS E CONTRIBUINDO PARA A QUALIDADE DA GESTÃO DA ORGANIZAÇÃO, SUA LONGEVIDADE E O BEM COMUM’.”

Um dos princípios fundamentais que orientam as práticas de governança corporativa é o compliance, que tem como objetivo primário a conformidade com as leis e regulamentações, porém, não é só. Um compliance efetivo busca ir além, ou seja, busca atingir a integridade da organização e proporcionar uma verdadeira e efetiva mudança na cultura organizacional da companhia, para que as práticas estabelecidas pela governança corporativa sejam eficazes e efetivas.

A Governança de TI, enquanto espécie do gênero Governança Corporativa, tem como diretriz principal agregar valor às empresas através da utilização efetiva de recursos e sistemas tecnológicos. Para isso, deverá estar alinhada com o compliance digital, que tem como foco a compatibilização dos processos internos e externos, adotados em um ambiente digital, com às leis e regulamentações, garantindo a confiabilidade, integridade, disponibilidade, segurança e sigilo das informações tratadas no âmbito da Economia Digital.

Em uma sociedade que se convencionou chamar “Sociedade da Informação”, muito por conta do constante avanço tecnológico que permitiu o alto fluxo de dados, é imprescindível às organizações adaptar seus processos sob a ótica de Governança de TI e Compliance Digital, com vistas a agregar valor aos seus negócios.

 

Por Rafael Dutra Campos

Fonte: https://www.lexmachinae.com/2018/09/25/governanca-ti-compliance-digital/

Comentários

Comentários