Projeções para ICOS em 2018

Embora muita gente tenha apostado na diminuição do ritmo de campanhas de ICO (Initial Coin Offerings) neste ano, 2018 será o maior ano em arrecadação com larga vantagem sobre 2017. Somente em janeiro, foram arrecadados mais de 27% do total do montante arrecadado em 2017 em campanhas de oferta inicial de criptos[1].

– 2018 até janeiro – 1,5 bilhões de dólares.

– 2017 – 5,4 bilhões de dólares.

Merece destaque, ainda, o fato de o ICO do Telegram não estar computado neste montante (o qual pode alcançar a exorbitante quantia de 2 bilhões de dólares), tampouco a campanha da Overstock, em que se pretende arrecadar entre 250 e 500 milhões de dólares.

O que mais impressiona nesses números é o fato de que, em 2017, o montante de 1,5 bilhão de dólares somente foi alcançado após Agosto, ou seja, em menos de um mês em 2018 já se ultrapassou a quantia que levou mais de um semestre em 2018 para ser atingida[2].

Em fevereiro, a seguir esse ritmo, incluindo a exitosa campanha de pre-sale do Telegram, que comunicou a arrecadação recorde de USD 850 milhões de dólares, teremos possivelmente alcançado 50% do total arrecadado em 2017.

Para se ter uma idéia, uma previsão realizada pela Autonomus Next em fevereiro de 2017 dava conta de que, no ano de 2030[3], o mercado relacionado à tecnologia de Blockchain alcançaria a cifra de 20 bilhões de dólares. Ocorre que, esse mesmo estudo indicava um mercado de 1,6 e 3,1 bilhão de dólares em 2017 e 2018, respectivamente, números que foram e serão ultrapassados com facilidade.

Fica, portanto, cada vez mais claro que a tecnologia base desses ICO’s – Blockchain – veio para ficar e trazer um novo cenário para o mercado. Hoje é difícil encontrar alguma grande empresa, de tecnologia ou não, que não esteja estudando e/ou investindo em alguma solução em blockchain.

Segundo relatório recente da CBInsights[4], 13 gigantes, incluindo empresas 4 e organizações, já anunciaram estar testando soluções com Blockchain e Distribute Ledgers (registros distribuídos). A lista inclui Microsoft, UBS, Maersk, Goldman Sacks, Walmart, Unilever, Nestlé, Nações Unidas dentre outras e, até mesmo, o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão brasileiro.

A iniciativa do Governo Brasileiro, por sua vez, é uma parceria com a Microsoft e a empresa ConsenSys, no intuito de criar uma plataforma para viabilizar a identificação de legitimidade de documentos pessoais[5].

Portanto, ainda que (i) exista muita volatilidade das criptos[6], (ii) um ambiente de pouca regulamentação (e muita incerteza)[7] e (iii) muitos ICO’s fraudulentos, os ICO’s vieram para revolucionar a forma como se capta recursos no mercado, além de chacoalhar a forma como nos relacionamos com dinheiro e com as empresas!

Merece destaque, também, que a Suíça, um dos países protagonistas no mercado dos ICO’s, por apresentar um tratamento mais liberal e de estímulo quanto às campanhas de ICO, publicou recentemente, através de seu Órgão Regulador do Mercado Financeiro (Swiss Financial Market Supervisory Authority – FINMA), um guia com as diretrizes regulatórias para a realização de ICO’s[8], o qual foi muito bem recebido pelo mercado.

Por fim, é de se frisar que, com o amadurecimento do mercado, campanhas mais robustas de ICO têm sido lançadas, com produtos mais promissores (as quais arrecadam valores muito mais altos!), além de serem mais transparentes e conterem políticas rígidas anti-lavagem de dinheiro (AML) e de Know your Customer (KYC – cadastro obrigatório de identificação do investidor). Por isso, embora a resistência inicial do mercado e governos, o Blockchain e os ICO’s serão cada vez mais presentes em nosso dia a dia.

 

[1] https://next.autonomous.com/thoughts/jan-2018-ico-and-crypto-fund-numbers

[2] https://next.autonomous.com/insights/2017/8/2/2014-2017-ico-category-breakdown-and-funding

[3] https://next.autonomous.com/insights/2030-projection-of-blockchain-technology-market

[4] https://www.cbinsights.com/research/organizations-corporates-test-blockchains-distributed-ledgers/

[5]https://br.cointelegraph.com/news/brazilian-ministry-of-planning-partners-with-microsoft-in-blockchainidentity-app-trial

[6] Por exemplo, o Bitcoin (moeda mais importante no universo do Blockchain) após alcançar sua máxima histórica de USD 19.499.00 no dia 16 de Dezembro de 2017, despencou para USD 6.800.00 no início de fevereiro. Desde então, vem se recuperando. Disponível em https://blockchain.info/pt/charts/market-price

[7] Lista de Regulamentações, por países, quanto a ICO’s – Disponível em http://www.iosco.org/publications/?subsection=ico-statements

[8] Disponível em https://www.finma.ch/en/news/2018/02/20180216-mm-ico-wegleitung/

 

Por Gustavo Sudbrack

Fonte: http://www.lexmachinae.com/2018/02/26/projecoes-para-icos-em-2018/

Comentários

Comentários