Robôs no local de trabalho podem criar o dobro dos empregos que eles poderiam “tomar”

Um relatório do Fórum Econômico Mundial sugere que as novas tecnologias têm a capacidade de romper e criar novas formas de trabalho. Mais especificamente, acredita que máquinas, robôs e algoritmos podem criar quase o dobro do número de postos de trabalho para a economia global nos próximos 10 anos, se comparado ao número que supostamente substituiriam. São cerca de 133 milhões de empregos no mundo que poderiam ser criados, enquanto 75 milhões de postos poderiam ser deslocados.

Essas descobertas amenizam o temor da ascensão da “economia robótica” em todos os segmentos econômicos. E seguem a mesma toada do que já foi visto na época da Revolução Industrial, quando o advento da energia a vapor e da eletricidade ajudou a estimular a criação de novos empregos e o desenvolvimento da classe média.

 

Há um alerta, no entanto, para os riscos da automação, já que é necessário maior investimento em treinamento e educação para ajudar os trabalhadores a se adaptarem. O relatório descobriu que há desafios urgentes para a reciclagem de trabalhadores e que as redes de segurança são necessárias para proteger os trabalhadores em risco.

Mais de oito entre dez empresas pesquisadas na Grã-Bretanha disseram que provavelmente automatizariam o trabalho nos próximos cinco anos, e metade disse que funcionários que não tivessem as habilidades para usar as novas tecnologias são redundantes. (Com informações do The Guardian.)

Por: Giordano Bruno

Fonte: //giordanoadv.jusbrasil.com.br/noticias/647073128/robos-no-local-de-trabalho-podem-criar-o-dobro-dos-empregos-que-eles-poderiam-tomar?ref=topic_feed

Comentários

Comentários