Startup selecionada pela Thomson Reuters desenvolverá solução inteligente para área jurídica

A transformação digital chegou ao universo do Direito. E com ela, o surgimento de diversas startups com soluções para aumentar a eficiência dos processos e das rotinas jurídicas. Já chega a 422 o número de startups que atuam nessa área, de acordo com a Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs (AB2L).

Uma delas é a Neuralmind, startup especializada no desenvolvimento de produtos usando técnicas avançadas em Inteligência Artificial, que foi selecionada na categoria Conteúdo e Software jurídico na terceira edição do Accelerator Day da Thomson Reuters. Ao todo, oito projetos se apresentaram concorrendo em diferentes categorias: Tributário e Fiscal, Comércio Exterior, Contábil e Jurídico.

Foram selecionados projetos que tenham potencial de escala, usando tecnologias em Inteligência Artificial, Automação e Integração de Processos, Machine Learning e Análise de Dados. A Neuralmind apresentou em seu pitch sua solução de análise de dados jurídicos, capaz de gerar insights e ampliar a inteligência no processo de tomada de decisão. A tecnologia é capaz de extrair e analisar automaticamente documentos,  através de linguagem natural.

Para Patricia Magalhães, CEO da NeuralMind, as técnicas de inteligência artificial podem dar vantagens competitivas expressivas a escritórios e departamentos jurídicos de empresas por proporcionarem aumento expressivo na produtividade, minimizando erros e permitindo aos advogados terem mais tempo para se concentrar na estratégia dos caso. “As soluções de inteligência artificial permitem tanto aumento de escala quanto maior assertividade”, aponta.

A partir da seleção, a Neuralmind desenvolverá a solução jurídica ao longo do ano de 2020, em parceria com a Thomson Reuters e incorporando-se às soluções oferecidas pela empresa.

Website: //www.neuralmind.ai

FONTE: //www.terra.com.br/noticias/dino/startup-selecionada-pela-thomson-reuters-desenvolvera-solucao-inteligente-para-area-juridica,b9161bd03a0aafcd4c66d1b73c74c0052bte2npu.html

Comentários

Comentários