“Temos que desenvolver tecnologias que garantam a privacidade do usuário”, diz CEO da Microsoft

Durante evento da companhia em Seattle, Satya Nadella disse que a prioridade dos desenvolvedores deve ser a transparência com os usuários

SATYA NADELLA, CEO DA MICROSOFT, DURANTE O MICROSOFT

A privacidade é um direito do ser humano. Temos que desenvolver tecnologias imparciais e garantir a segurança das infraestruturas da web.” A declaração foi feita por Satya Nadella, CEO da Microsoft, na abertura do Microsoft Build, um dos eventos mais importantes do ano para a companhia, que acontece nesta semana na cidade de Seattle, Estados Unidos.

No encontro, que é voltado prioritariamente para desenvolvedores e engenheiros de software, Nadella aproveitou para apresentar novidades da Microsoft nas áreas de inteligência artificial e machine learning. Entre os anúncios, estão atualizações em serviços como Microsoft Office 365, a assistente virtual Cortana, a plataforma de nuvem Azure e o Microsoft Gaming.

Duas novidades chamaram a atenção da plateia durante a apresentação: um protótipo de transcrição em tempo real com uso de IA; e a integração das HoloLens, óculos de realidade virtual da empresa, ao Microsoft Teams, serviço de gestão de equipes da companhia. A proposta do protótipo é transcrever e traduzir instantaneamente o que diversas pessoas falam ao mesmo tempo, incluindo jargões. No teste realizado ao vivo, o software reconheceu uma série de termos técnicos do mercado de tecnologia, sem cometer nenhum erro – um fato marcante, levando em conta os erros que ocorreram em outras apresentações.

Já o uso das HoloLens em conjunto com o Microsoft Teams pode ser considerado um dos pontos altos do evento. Durante a apresentação, foi possível conferir como a Microsoft planeja usar o conceito de mixed reality (mistura de realidade virtual e aumentada) para moldar as reuniões do futuro. A ideia é que seja possível conectar pessoas em locais diferentes em um único “espaço”, com o uso das HoloLens.

No teste, as pessoas se transformam em avatares digitais – similares aos do Xbox Live – e deram sequência a reunião, adicionando e alterando documentos localizados na nuvem, com resultados impressionantes. O software opera em parceria com uma companhia chamada Spatial. “Tudo que posso dizer é que estamos muito animados com a ideia de trabalhar a Azure com as HoloLens”, afirmou Nadella.

Na visão do CEO, não há porque investir em inteligência artificial se esta não criar sistemas mais produtivos. Para o executivo, é papel da Microsoft ajudar os desenvolvedores nessa missão. Por isso, a companhia também anunciou investimentos em plataformas abertas de programação. “Se democratizarmos o acesso à inteligência artificial, grandes coisas vão acontecer rapidamente. Algo que realmente me entusiasma é ver que os desenvolvedores estão sendo cada vez mais procurados por empresas que não fazem parte da chamada ‘indústria de tecnologia’. Essa é a maior prova do poder do software”, disse o executivo.

Durante sua fala, Nadella enfatizou que a segurança deve ser prioridade para os programadores ao lidar com novas tecnologias. “O mais importante é deixar claro para os usuários que as suas informações estão sendo coletadas. Quando o assunto é privacidade, é preciso ser o mais transparente possível”, diz.

Confira no vídeo abaixo o que a Microsoft espera para o futuro da Cortana.

Por: POR RENNAN A. JULIO, DE SEATTLE
Fonte: ÉPOCA Negócios

Comentários

Comentários